segunda-feira, 25 de março de 2013

Treinador de Bancada

O Elvas regressou ao sistema 4-3-3 desta vez já com Mañas no ataque.
A primeira parte foi algo incaracterística, devido à quantidade de passes errados e de inoperância atacante por parte do Elvas, que desperdiçou algumas oportunidades flagrantes, inclusivamente uma grande penalidade não aproveitada por Luís Carapinha, jogador que me pareceu ainda a recuperar a forma, devido à lesão contraída anteriormente e o mesmo sucede com Mañas que denotou estar muito longe da sua condição física habitual. De qualquer forma estes dois jogadores são insubstituíveis neste curto plantel do Elvas e o facto de não estarem com o ritmo competitivo que é necessário, prejudica o rendimento habitual da equipa, principalmente no seu processo ofensivo. O Santo Amaro defendia em bloco com duas linhas atrás da bola e partia para transições rápidas, aproveitando a velocidade de Zé Manel e Rato, sempre coordenadas por Leandro que conduzia todo o processo defesa/ataque da equipa de Emanuel Baleizão. Ainda na primeira parte, o Elvas tem uma perda de bola e o Santo Amaro faz um contra-ataque rápido com Rato a aparecer frente a Luís Marques que fez uma grande defesa evitando que o Santo Amaro inaugurasse o marcador. Na segunda parte o Elvas continuava sem conseguir circular a bola e os passes de rutura não surgiam, até que no minuto 60 João Roque assiná-la uma grande penalidade contra o Elvas e André Galacho aproveita para fazer o 0-1 e a partir daí o Santo Amaro baixa ainda mais o bloco defensivo e o Elvas não consegue elaborar a sua filosofia de jogo porque a equipa ficou nervosa com a desvantagem no marcador e também porque a equipa do concelho de Sousel defendia com grande determinação, entretanto a equipa elvense falhava as jogadas de estratégia e a finalização, mas em vinte minutos, precisamente nas jogadas de bola parada o Elvas consegue a reviravolta quando já ninguém esperava, fazendo 3 golos em jogo aéreo, no minuto 70 por Rui Santos, no minuto 78 por Aricson e no minuto 89 também por Aricson, desmoralizando totalmente o adversário, que me pareceu quebrar fisicamente a partir do primeiro golo do Elvas. No entanto, a equipa azul e oiro esteve bem fisicamente até ao apito final de João Roque, com exceção de Mañas e Luís Carapinha que tiveram que sair mais cedo, devido a esgotamento físico. De realçar um aspeto negativo a expulsão de Filipe Branco, que complica as opções possíveis para o centro da defesa, uma vez que Rosinha se encontra lesionado. Quanto à arbitragem no capítulo disciplinar João Roque esteve bem, mas no aspeto técnico cometeu alguns erros, que no entanto, não influenciaram o resultado final.


        O Elvas vai superando adversários difíceis e somando os três pontos, que lhe garantem a luta pelo primeiro lugar a par do Crato.

domingo, 24 de março de 2013

"O Elvas" vence Santo Amaro por 3 - 1




"O Elvas" recebeu e venceu a equipa do Santo Amaro na tarde deste domingo por 3 bolas a 1, jogo este que contava para a 23ª Jornada do Campeonato Distrital de Portalegre.

Os golos da partida foram marcados por: Rui Santos aos 70 minutos e Aricson aos 78 e 89 minutos fizeram os golos da tarde para os azuis e oiro.

Jogo muito complicado e em algumas partes mal jogado, mas o que interessa é a vitória.

Destaques negativos para a expulsão de Filipe Branco.

Na próxima jornada a equipa de "O Elvas" folga, voltando apenas a entrar em campo na jornada 25 na deslocação até Montargil para defrontar a equipa do Montargilense. 

De lembrar que amanhã dia 25 de Março pelas 21 horas se realizará uma Assembleia Geral do clube por isso aqui pedimos que todos os sócios apareçam na assembleia pois é muito importante acompanhar o dia a dia do nosso clube.


A equipa de "O Elvas" alinhou com: Luís Marques, Ricardinho, Rui Santos, Filipe Branco, João Cordeiro, André Largueiras, Luís Carapinha, Aricson, Canoa, Lourinho e Mañas.

Ainda jogaram: Rogério Chinita, Manuel do Carmo e Roberto Paredes.

sexta-feira, 22 de março de 2013

"O Elvas" vs Santo Amaro




"O Elvas" recebe no próximo domingo a equipa do Santo Amaro em jogo a contar para a 23ª jornada do Campeonato Distrital de Portalegre.

"O Elvas" que vem de um importante triunfo frente a equipa do Gafetense segue o seu caminho na luta pelo título e receberá um Santo Amaro que na anterior jornada folgou.

Na primeira volta do Campeonato estas 2 equipas encontraram-se à 8ª jornada tendo "O Elvas" vencido a partida por 3 - 2 com os golos azuis e oiro a serem marcados por Lourinho (com 2 golos) e por Canoa.

Será de facto um jogo muito complicado para os azuis e oiro.

A equipa de arbitragem que dirige este encontro será composta por: João Roque, Paulo Vestia e Manuel Anselmo.

Mais uma vez apela-se a todos os sócios e adeptos que gostam do Elvas que apareçam mais vezes no estádio pois todos juntos fazemos a diferença.


segunda-feira, 18 de março de 2013

Treinador de Bancada

O Elvas apresentou-se para este jogo no sistema tático de 4-4-2 reforçando o meio campo, de acordo com as características do adversário. Nos primeiros 15 minutos o jogo foi equilibrado, mas sempre em jogo aéreo e direto. Apesar disso, Lourinho desperdiçou uma oportunidade flagrante, quase nas barbas do Bruno Costa.  O Gafetense ganhava sempre as segundas bolas e também o jogo aéreo. No minuto 20 Rosinha lesiona-se e o Elvas é obrigado a gastar uma substituição muito cedo. No minuto 22 outra ocasião, desta vez por Canoa, com uma grande intervenção do Bruno Costa. A meio da primeira parte Luís Carapinha não conseguia pegar no jogo, mas quem o fez foi Cristiano que era o motor da equipa gafetense e que canalizava as suas transições rápidas sempre para o ponta de lança Alemão e por vezes para o veloz extremo Alex, até que surgiu uma grande oportunidade, numa transição rápida para Alex desperdiçar, numa perda de bola no meio campo elvense e alguma desconcentração defensiva, fez criar algum perigo, por parte dos atacantes de Gáfete. A partir dos 35 minutos, o Elvas impôs a sua filosofia de jogo e o Gafetense limitava-se ao contra-ataque, aproveitando sempre a velocidade de Alex e do jovem brasileiro Rhayan. Entretanto, cada vez que surgia uma jogada de estratégia a favor do Gafetense o experiente Nuno Coelho, que já jogou na 2ª liga pelo Sporting de Espinho, fazia sempre algum perigo, pela excelente execução de cantos e livres, sendo, no entanto, o jogo aéreo um problema para o Elvas. Ainda na primeira parte Lourinho volta a falhar um golo, continuando muito perdulário. Na segunda parte, o técnico elvense modifica o sistema de jogo e passa para um 4-3-3 com Manuel do Carmo substituindo Roberto. No minuto 55 o Elvas abre o ativo, com um autogolo de Kolata, a partir daí, o Gafetense lança-se ao ataque e o Elvas baixa as suas linhas e passa a fazer transições rápidas, orientadas por Luís Carapinha. Nesta fase, o árbitro, marca excessivas faltas contra o Elvas e mostra também alguns cartões amarelos, o que provocou maior perigosidade adversária, principalmente nas jogadas de estratégia, entretanto surge mais uma grande oportunidade para Lourinho que não aproveita, já com o guarda-redes batido. Mais tarde, João Carapinha aproveita o seu bom jogo aéreo para marcar, mas o senhor Carlos Alexandre anulou o golo. No minuto 81 numa desatenção defensiva Leitão falha o empate, até que surge o segundo golo do Elvas, numa boa jogada de Luís Carapinha, assistindo Lourinho que desta vez transformou e fez o segundo golo elvense. Já na fase de compensação no minuto 93 David Pereira, reduziu para 1-2 desta vez num erro de João Cordeiro, cometendo uma grande penalidade desnecessária.

Mais uma vez, se deve referir que se notou muito a falta de Mañas na zona de finalização, jogador que necessita de menos oportunidades para concretizar. O meio campo teve alguma dificuldade na circulação de bola, graças à capacidade do adversário e às condições do campo pelado e de reduzidas dimensões, pouco favoráveis ao estilo de jogo do Elvas. Por vezes, apresentou alguma displicência defensiva, mas no geral, a equipa defendeu bem em bloco e partiu para o processo ofensivo criando sempre algum perigo e conseguindo assim, um triunfo importantíssimo, perante um adversário de grande qualidade.

domingo, 17 de março de 2013

"O Elvas" vence Gafetense por 2 - 1



"O Elvas" deslocou-se na tarde deste domingo até a aldeia de Gáfete para defrontar a equipa local, em jogo que contava para a 22ª jornada do Campeonato Distrital de Portalegre com a vitória a ser obtida pelo "O Elvas" por 2 bolas a 0.

Os golos da partida foram marcados por: Kolata na própria baliza depois de um cruzamento de Lourinho, Kolata alivia mal para dentro da sua baliza aos 54 minutos e por Lourinho aos 85 minutos.

Jogo muito complicado frente a uma boa equipa e num campo muito difícil.

Destaque negativo para a lesão de Rosinha.

Para a próxima semana a equipa de "O Elvas" recebe a equipa do Santo Amaro.

A equipa de "O Elvas" alinhou com: Luís Marques, João Cordeiro, Rosinha, Rui Santos, Rogério Chinita, André Largueiras, Roberto Paredes, Luís Carapinha, Canoa, Aricson e Lourinho.

Ainda jogaram: Filipe Branco, Manuel do Carmo e João Carapinha.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Gafetense vs "O Elvas"




"O Elvas" desloca-se no próximo domingo até a aldeia de Gáfete para defrontar a equipa do Gafetense em jogo a contar para a 22ª Jornada do Campeonato Distrital de Portalegre.

"O Elvas" que vem de uma vitória em casa por 6 bolas a 0 frente a equipa do Mosteireneses irá encontrar um Gafetenese que vem de uma derrota em casa do Santo Amaro por 2 bolas a 0.

Deslocação muito complicada para os comandados de Jorge Vicente que enfrentarão uma equipa muito forte, num campo extremamente difícil.

Para este jogo destaque para o regresso de Luís Carapinha e para a saída de Mañas por lesão que será uma grande perda para a equipa azul.

De lembrar que nesta jornada "O Elvas" joga em 2 campos, pois FC Crato terá uma deslocação muito complicada até Gavião para defrontar a equipa dos Gavionenses e uma derrota deixará a equipa de "O Elvas" isolada no topo da classificação, caso os azuis e oiros vençam o Gafetense.

A equipa de arbitragem para este jogo será composta por: Carlos Alexandre, Pedro Lourenço e João Parente.


segunda-feira, 11 de março de 2013

Convocatória:


Treinador de Bancada

O Elvas conseguiu superar a barreira psicológica que tinha perante este opositor, pois esta época já tinha sido derrotado por duas vezes pelo modesto Mosteirense e teve nesta jornada uma exibição regular e suficiente para o vencer claramente por 6-0. A equipa do concelho de Arronches jogou em bloco baixo, a tentar surpreender o Elvas em contra – ataques, sem êxito, porque a equipa elvense não permitiu, embora não fizesse uma pressão muito alta e com uma circulação de bola lenta e muitos passes errados. A ausência de Luís Carapinha notou-se muito, principalmente na zona de construção, porque Aricson nunca foi capaz de desempenhar a função de condutor do jogo, nem nos passes de rutura, nem nas diagonais, nem em todo o processo defesa/ataque. Ao intervalo o resultado já era confortável para a equipa azul e ouro, três bolas sem resposta. De qualquer forma o técnico Jorge Vicente motivou bastante a equipa, de forma a vencerem e convencerem, traduzindo no resultado final uma pequena vingança das ocorrências de Mosteiros. Curiosamente Lourinho não marcou qualquer golo e parece-me não estar na sua melhor forma. Neste jogo o técnico fez um teste no setor defensivo, colocando como titular Rosinha fazendo par com Rui Santos. Entretanto, o defesa direito Ricardinho continua a não apresentar um bom desempenho, quer defensivamente, quer quando ataca e por outro lado, o João Cordeiro no lado direito não se adapta bem. Ainda em relação ao central Rosinha, teve uma prestação bastante satisfatória, embora o adversário não incomodasse muito e terá que ser analisado em jogos de maior dificuldade. Também no ataque a falta de Mañas se fez sentir e agora terá que ganhar ritmo de jogo apos a paragem devido à lesão sofrida perante o Portus Alácer e isso notou-se nos minutos que esteve em campo, mesmo assim, ainda fez um golo que lhe foi anulado. O Elvas foi carregando no acelerador a espaços, tendo também momentos de repouso, em que ia fazendo a gestão do resultado. E nos últimos 20 minutos de jogo o Mosteirense chegou ao fim da sua reserva física disponível para um Elvas com outra dinâmica de jogo e acabou por sofrer mais 3 golos. Quanto à arbitragem vai sendo habitual as más prestações quer do árbitro, quer dos fiscais de linha, nos dois parâmetros, o disciplinar e o técnico.

Na próxima jornada o Elvas tem um encontro extremamente difícil, com o Gafetense. Se obtivermos um bom resultado, poderá ser muito motivador para os futuros jogos que serão decisivos para apurar o campeão distrital.


domingo, 10 de março de 2013

"O Elvas" vence Mosteirenses por 6 - 0




Numa tarde pouco propícia para a prática de futebol a equipa de "O Elvas" recebeu e venceu a equipa do Mosteirenses por 6 bolas a 0 em jogo a contar para a 21ª jornada do Campeonato Distrital de Portalegre.

Os golos foram marcados por: Manuel do Carmo aos 13 minutos, Canoa aos 15 minutos, Paredes aos 26 minutos, Florêncio aos 70 minutos num autogolo, João Carapinha aos 89 minutos e por fim Rosinha que se estreou a marcar com a camisola azul e oiro aos 92 minutos.

Vitória claríssima para a equipa azul e oiro que dominou sempre a partida mas que poderia ter feito um jogo melhor, mas o que interessa é que os 3 pontos ficaram em Elvas.

Destaque positivo para o regresso de Mañas que estava lesionado.

Na próxima semana a equipa azul e oiro terá uma deslocação muito difícil ao terreno do Gafetense.

A equipa de "O Elvas" alinhou com: Luís Marques, Ricardinho, Rui Santos, Rosinha, Chinita, Paredes, Largueiras, Aricson, Canoa, Lourinho e Manuel do Carmo.


Ainda jogaram: Mañas, João Carapinha e João Cordeiro.


quinta-feira, 7 de março de 2013

"O Elvas" vs Mosteirense







"O Elvas" recebe no próximo domingo pelas 15 horas a equipa do Mosteirense, em jogo a contar para 21ª jornada do Campeonato Distrital de Portalegre.


"O Elvas" que vem de uma difícil vitória no terreno do Fronteirense tem aqui um desafio que se prevê de grau fácil e que servirá de "vingança" devido as 2 derrotas que os azuis e oiro sofreram esta época em Mosteiros. 


Para este jogo Jorge Vicente não pode contar com Carlos Xavier que foi expulso no passado sábado e também poderá não contar com Mañas e Luís Carapinha que poderão não ter recuperado das suas respectivas lesões.

Para este jogo a equipa de arbitragem será composta por: Duarte Morgado que será auxiliado por Luis Tavares e por e Gonçalo Dias.

domingo, 3 de março de 2013

Treinador de Bancada

Neste jogo o técnico Jorge Vicente foi obrigado a fazer algumas alterações no onze inicial, devido a castigos e lesões, mas não modificou o sistema tático. No entanto com a perda de Aricson e de Mañas, a equipa perdeu capacidade de posse de bola e de finalização. Nos primeiros minutos o jogo foi repartido, até que no minuto 14 Lourinho disfrutou de uma grande ocasião para inaugurar o marcador. Entretanto, Nuno Abegão deu ordens para uma marcação individual a Luís Carapinha, que como é natural o fronteirense necessitava de bloquear o construtor de jogo do Elvas, para evitar que este municiasse o ataque elvense e criasse perigo nas transições ofensivas e nas diagonais que ele próprio costuma realizar com êxito. Mais tarde, já no minuto 35, Manuel do Carmo desperdiça uma grande oportunidade e no minuto 37 acontece o indesejável a lesão de Luís Carapinha. Ainda na primeira parte a equipa de Fronteira disfrutou de duas ocasiões (Diogo Tavares e Ponteiro). O Elvas não era capaz de circular a bola e de fazer as transições defesa ataque e apenas se mantinha organizado defensivamente e as bolas não chegavam á zona de finalização. O Fronteirense começava a ter mais posse de bola, enquanto o Elvas lhe faltava os criativos Luís Carapinha e Aricson para iniciarem o ataque organizado ou as transições rápidas e aquilo que se verificava era um jogo aéreo e incaracterístico, fator que veio beneficiar a equipa visitada apoderando-se do domínio do jogo. De qualquer forma, o Elvas teve um pouco a chamada “estrelinha da sorte”, porque no minuto 46 na sequência de um canto o defesa da casa Samuel incompreensivelmente mete a mão à bola dentro da área e Lourinho na transformação da grande penalidade converte e faz o primeiro golo do Elvas. Na segunda parte, o Elvas baixa ainda mais as suas linhas e defende o magro resultado de 0-1, entretanto, Luís Marques aproveitou para demonstrar as suas qualidades de guarda-redes. A meio da segunda parte Luís Bagorro desperdiça uma grande ocasião para o Fronteirense, numa fase do jogo em que se verificava um grande ascendente da equipa da casa. O Elvas fazia um bloqueio das linhas de passe do Fronteirense, principalmente do maestro João Neves e mantinha-se organizado defensivamente, falhando apenas o contra golpe para poder incomodar a defesa contrária e matar o jogo. Mas o jogo tinha que ter um caso, como é habitual nos confrontos onde o Elvas está presente, a sete minutos do fim, numa jogada em que um defesa do Fronteirense dá um ligeiro empurrão ao Carlos Xavier dentro da área e este cai, o árbitro entendeu que foi simulação e como era o segundo cartão amarelo foi expulso. Na minha opinião deveria continuar o jogo, porque se cada vez que um atleta cai dentro da área se considera simulação, então teríamos muitos jogadores expulsos em cada jogo. Esses minutos finais foram de grande sofrimento para um Elvas em inferioridade numérica e sem gente no meio campo capaz de pausar o jogo, até que surge uma transição rápida muito bem aproveitada por André Canoa, que remata de pé esquerdo, sem qualquer hipótese para o veterano Teixeira. A partir desse momento a equipa azul e oiro manteve sempre a bola longe da sua baliza.

O Elvas neste jogo, curiosamente tinha no banco 3 defesas e um médio de ataque, para além do guarda-redes João Cristo, isto significa que basta haver castigos e lesões e as opções disponíveis dão um rendimento muito inferior, em relação aos seus colegas titulares. 


Para o próximo jogo, se não estiverem o Luís Carapinha e o Mañas, é praticamente impossível substitui-los, em termos da sua função específica em campo, criando assim uma dificuldade no próprio modelo de jogo da equipa, desde a fase de construção, até à fase de finalização.

sábado, 2 de março de 2013

"O Elvas" vence Fronteirense por 2 - 0



"O Elvas" deslocou-se na tarde deste sábado até à vila de Fronteira para defrontar a equipa do Fronteirense acabando por vencer por 2 bolas a 0 em jogo a contar para a 20ª Jornada do Campeonato Distrital de Portalegre.

Os golos da equipa azul e oiro foram marcados por Lourinho ao minuto 45 + 1 de grande penalidade e por Canoa aos 92 minutos.

Jogo muito difícil para a equipa azul e oiro que continua líder deste campeonato com mais 2 pontos que o FC Crato que hoje ganhou por 1 bola a 0 frente a equipa do ADL Condestável. 

Destaque negativo para a lesão de Carapinha que poderá ser mais uma baixa para os próximos jogos da equipa azul e oiro e para Carlos Xavier que foi expulso por acumulação de amarelos.

Para a próxima semana a equipa azul e oiro recebe a equipa do Mosteirense.

A equipa de "O Elvas" alinhou com: Luís Marques, Ricardinho, Rui Santos, Filipe Branco, João Cordeiro, André Largueiras, Roberto Paredes, Luís Carapinha, Canoa, Lourinho e Manuel do Carmo.

Ainda jogaram: Carlos Xavier, Rosinha e Chinita.